Plano de Enfrentamento de DCNTs

O Brasil assumiu o compromisso em relação às DCNTs e lançou o Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (2011-2022, em 2011. A meta é reduzir em 2% ao ano a taxa de mortalidade prematura por estas enfermidades.

O Plano aborda os quatro grupos de doença de maior magnitude e propõe a abordagem integrada de seus quatro fatores de risco, a saber: tabagismo, uso prejudicial de álcool, inatividade física e alimentação não saudável.

 

A ACT vem monitorando o Plano e já produziu dois relatórios sobre suas ações:

Relatório de acompanhamento do Plano Nacional (2015)

Relatório de acompanhamento do Plano Nacional (2014)

 





Campanhas



Faça parte

REDE PROMOÇÃO DA SAÚDE

Um dos objetivos da ACT é consolidar uma rede formada por representantes da sociedade civil interessados no controle do tabagismo, a fim de multiplicar a causa.


CADASTRE-SE